Medo da morte faz mulher eliminar 60 quilos em 4 anos e virar atleta

Tempo de leitura: 3 minutos

Medo da morte. Este foi o principal motivo para a chinesa Chloe Lim perder 60 quilos em 4 anos.

Lim, que é profissional de finanças em Singapura perdeu a tia, companheira de dieta gordurosa.

Prepare-se, pois o que você vai ler agora é uma incrível história de superação!

Apesar de gostar de comidas calóricas, Lim afirma que ela e a tia faziam todo tipo de dieta.

No ano de 2013, aos 47 anos, por complicações decorrentes da obesidade, a tia de Lim, Maddan An, morreu.

A perda fez com que a singapurense acordasse para a necessidade de uma vida mais regrada no campo da alimentação.

Exercício físico e alimentação saudável salvaram a vida de Lim

 

Lim, também passou a fazer exercícios físicos.

E ao atingir os 140 quilos trocou o hábito de comer 6 vezes ao dia por uma alimentação saudável e balanceada.

A rotina de Lim passou a pedalar na bicicleta ergométrica e a nadar.

Hoje ela recomenda a natação como principal exercício para perder peso, por que a prática não pressiona as articulações.

Lim abandonou os remédios que a faziam engordar mais

 

Lim também abandonou os remédios para combater a depressão que sentou depois da perda da tia.

Ela relata que o próprio remédio a fazia ganhar mais peso.

A chinesa contou ao jornal The Sunday Times, que tinha vergonha de sair para comprar roupas.

Pois quase nunca encontrava o que servia.

Saiba como ela perdeu 50 quilos em um apenas um ano

 

 

Depois da virada por completo, em um ano de vida nova chegou a eliminar 50 quilos.

Hoje ela nada, corre, e faz CrossFit, um programa de fitness de alta intensidade.

Em 2014, no meio do regime, ela descobriu uma grave enfermidade.

Ela foi diagnosticada com doença que poderia virar um câncer…

Lim foi diagnosticada com hiperplasia endometrial.

A doença se caracteriza por engrossamento do revestimento do útero.

E pode evoluir para um câncer.

De acordo com os médicos, mais uma vez Lim foi salva pelo novo estilo de vida.

Alimentação saudável combateu a doença, afirma a bancária!

A alimentação saudável aliada ao tratamento correto afastou a doença.

A autoestima também ajudou.

“Mesmo quando estava gordinha, nunca pensei que era feia. Perder peso nunca deve ser porque você quer ficar bem, mas porque quer se sentir bem”.

Afirmou a chinesa, que faz plano para correr uma maratona de 10 km nas próximas semanas.

A saga de Chloe Lim não é exatamente um fato isolado.

Aqui mesmo no Brasil vez por outra testemunhamos histórias de superação, que terminam com vitória sobre os ponteiros da balança.

Embora em estágio menor, eu também passei por isso.

E vi na alimentação correta e na prática de exercícios físicos o caminho para chegar onde estou agora.

E para onde também quero que você venha.

O que podemos aprender com a singapurense?

Lim é um exemplo, dona do própria história e do próprio destino.

E um claro recado de que você também pode ser!

Se você gostou deste artigo, compartilhe com seus amigos!

A gente se encontra no próximo post!



			
		

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *