Obesidade infantil – Filhos saudáveis é uma decisão

Tempo de leitura: 2 minutos

Obesidade infantil é caso sério e precisa da atenção de todos. Criar filhos saudáveis depende de muita mudança de hábitos nos pais em primeiro lugar.
Somos exemplos! Para filhos saudáveis, longe da obesidade infantil, a inspiração vem do berço. Um estilo de vida ativo e saudável faz total diferença.
Não podemos criar os doentes de amanhã!

Você com certeza concorda comigo no seguinte ponto:  nenhuma mãe, em sã consciência, daria a seu filho todo dia a possibilidade de ser o doente de amanhã.Nenhuma mãe, em sã consciência, incentivaria seu filho a ser o sedentário e obcecado por equipamentos eletrônicos.

Nenhuma mãe, em sã consciência, criaria seu filho para ser o obeso e doente de amanhã.

Agora, algumas perguntas me perseguem…por que, com tanta informação que temos disponível, os números da obesidade infantil vem crescendo tanto?

Por que temos tanta criança com problemas de adultos?

Em nossas mãos

Obesidade infantil é uma realidade que precisa ser encarada com autoresponsabilidade. Para tudo acontecer na nossa vida o primeiro passo vem de nós mesmos, não espere que alguém faça por você. A motivação está dentro de nós e a responsabilidade é só nossa.

Dados alarmantes

Recentemente o Ministério da Saúde divulgou uma pesquisa mostrando que em 10 anos o número de obesos cresceu 60%, contribuindo para o aumento das doenças. O acúmulo de gordura corporal e a gordura visceral tem efeitos inflamatórios no organismo e potencializam as chances de diabetes, infarto agudo do miocárdio, acidente vascular cerebral (AVC), hipertensão arterial, acúmulo de gordura no fígado(esteatose hepática) e câncer.

Um fato preocupante para mim, (e que me impulsionou a retomar esse meio de comunicação com você, que é mãe como eu) foi o fato de que a incidência é maior em mulheres (59,8%) do que em homens (57,3%) e mesmo em crianças o número é alto, em torno de 15%.

O que para mim é o seguinte: quando eu assumir o problema e ir em busca de solução, jamais farei parte dessa estatística. E é esse o convite. Nos ajudar, ajudar nossos filhos e nossa família a ficar bem longe desses números de doença que cresce a cada dia.

Como fazer isso? Informação e ação!!!

Saiba mais :

O Ministério da Saúde desenvolveu uma cartilha para  ajudar os pais que estão começando nessa jornada maravilhosa que é Educar.

http://189.28.128.100/dab/docs/portaldab/publicacoes/dez_passos_para_familia.pdf

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *